Como Reduzir Despesas Fixas e Economizar Dinheiro de Verdade!

Quando você procura dicas sobre como economizar, é bem comum ver gente aconselhando a “cortar o cafezinho”, comprar marcas mais baratas e outras pequenas economias.

Isso ajuda, mas não muda a vida de ninguém, por dois motivos:

  1. A economia que você faz é tão pequena, e o dinheiro acumulado com ela é tão pouco, que acaba te deixando desmotivado.
  2. A falta de “pequenas alegrias” como um café mais bacana ou uma sobremesa acaba te deixando com um sentimento de privação que pode ser bastante incômodo.

O resultado disso: você acaba desistindo de economizar, achando que é impossível ter resultados.

Uma maneira muito mais produtiva de economizar é reduzir as despesas fixas. Afinal, uma economia de R$ 50,00 na conta do celular nos dá muito mais satisfação do que os R$ 5,00 do cafezinho, certo?

Pode parecer impossível à primeira vista, mas acredite: é possível sim!  E nós vamos te mostrar como!

A melhor maneira de economizar de verdade!

 

Por que reduzir as despesas fixas é a melhor maneira de economizar?

Porque quanto menores suas despesas fixas, mais flexibilidade você tem no seu orçamento.

Se você ganha R$ 3000,00 líquidos por mês, e já tem R$2500,00 comprometidos com despesas fixas, você só tem R$ 500,00 para lidar com emergências e gastos variáveis. Guardar dinheiro, então, fica quase impossível.

Se, no entanto, você só comprometeu R$ 1500,00, metade do seu salário ainda estará disponível para seus outros gastos. Se alguma coisa acontecer, você tem muito mais margem para trabalhar… E fica mais fácil deixar um dinheiro de lado para o futuro. 😉

Quais são as principais despesas fixas que normalmente temos?

  • Financiamento imobiliário ou Aluguel
  • Financiamento do carro (aceitável em raríssimas situações!)
  • Condomínio
  • Mensalidades escolares
  • Plano de saúde
  • Gastos com telefones celulares
  • TV por assinatura
  • Supermercado
  • Refeições fora de casa

Nosso orçamento também é bastante afetado por despesas que seriam “variáveis”, como roupas, eletrodomésticos e eletrônicos, mas que podem acabar virando despesas fixas.

Isso porque a maioria dos brasileiros parcela essas compras. Assim, por alguns meses as parcelas acabam ocupando um lugar fixo no orçamento.

Quais as despesas mais fáceis de reduzir?

Algumas despesas fixas são difíceis de reduzir, como financiamento imobiliário, aluguel, condomínio e mensalidades escolares.

Claro que o aluguel pode ser renegociado, e que quem aluga pode se mudar para outro imóvel mais em conta. Isso, no entanto, não é uma coisa fácil ou rápida, principalmente para quem tem família.

Então, vamos sugerir que você busque reduzir as seguintes despesas fixas:

  • Gastos com telefones celulares
  • TV por assinatura
  • Supermercado
  • Refeições fora de casa

Para você começar, vamos te dar umas dicas sobre cada uma dessas áreas:

Pacotes de TV por assinatura:

Muitas vezes não resistimos à tentação de escolher um pacote maravilhoso, com vários canais com filmes e séries. Mas será que nós estamos realmente aproveitando aquilo?

Até uns dois anos atrás, assinávamos um pacote com todos os canais de filmes possíveis. Na prática, porém, víamos esses filmes apenas aos sábados, e alguma outra noite eventualmente.

Definitivamente, o valor a mais que estávamos pagando para ter esses canais estava sendo muito mal utilizado.

Como resolver isso:

– Netflix: por aproximadamente R$ 25,00 você tem acesso a vários filmes e séries ótimos.

– Google Play: você pode alugar um filme por R$ 3,90. E o melhor: esse dinheiro pode “sair de graça”! Em breve, vamos te contar como…

Se você não puder abrir mão da TV por assinatura, assine um pacote bem básico, em um combo econômico com Internet e telefone.

Porém, #ficaadica: se você for trocar o seu combo, preste atenção se o plano novo terá franquia de dados para internet em casa… Se o seu atual não tiver e o possível futuro sim, avalie bem antes de fazer a troca. 😉

Gastos com Telefones Celulares:

Você realmente precisa de tudo que tem em seu plano atual de telefonia celular?

Alguns planos mais “top” acabam ficando mais caros por causa de coisas como roaming, por exemplo. Ora, se viajar não faz parte de sua rotina, porque pagar R$ 50,00 a mais por um plano só porque tem roaming ilimitado?

Eventualmente, se você for viajar, pode contratar um pacote apenas para o roaming. 😉

Além disso, dê uma olhada nos pontos acumulados no programa de fidelidade da operadora. Algumas delas permitem que você troque pontos por descontos nas mensalidades!

Como não tínhamos nenhuma previsão de usar os pontos para qualquer outra coisa, trocamos 8000 pontos por desconto de 60 reais na mensalidade por um ano.

Na prática, demos pontos que não iríamos usar e recebemos R$ 720,00. 😉

Supermercado:

Reduzir despesas no supermercado pode ser difícil, e teremos uma série de posts sobre isso. Por enquanto, vamos dar três dicas “imediatas”:

  1.  Aproveite as promoções (com o cuidado de que elas sejam de verdade, claro).
  2. Compre carne em açougues de boa reputação.
  3. Preste atenção às datas de validade dos produtos!

Refeições fora de casa:

Ah, isso era um problema por aqui. Adoramos comer fora de casa, e não deixamos de fazer isso…

Mas, para economizar, adotamos a seguinte política:

  1. Levar marmita para o trabalho três vezes por semana;
  2. Nos outros dias, comemos no horário mais barato do restaurante. Vários deles têm promoções para quem almoça antes das 12h (11h30min é bem viável, né?) e depois das 14h.

As demais refeições fazemos em casa, com exceção de encontros com amigos e, eventualmente, jantares ou almoços em lugares que amamos e que servem coisas que não conseguiríamos fazer em casa – ou que dariam muito trabalho. 😊

Uma das coisas que ajudou a reduzir consideravelmente o número de refeições fora de casa e teleentregas foi o hábito de planejar um menu semanal. Saiba por que você deve começar a fazer os seus agora – e como começar!

E agora, por onde começar?

As seguintes medidas você pode fazer já:

  1. Dê uma olhada nas suas despesas com TV por assinatura e celular;
  2. Visite o site da sua operadora e das concorrentes, e veja como você poderia reduzir esses gastos;
  3. Elabore um menu semanal para a próxima semana. Se você já foi ao supermercado, tente trabalhar com o que tem. Se não, faça a lista de compras com base no menu semanal – e não esqueça dos cafés da manhã e lanches! 😉

Coisas para incluir na rotina:

  1. Realizar um bom controle das suas despesas. Assim, você poderá identificar outras despesas grandes e com potencial para redução;
  2. Manter o menu semanal.

Esperamos que você consiga reduzir as despesas de sua casa, e acabar com todos os motivos que te impedem de juntar dinheiro.

Esse momento de redução de despesas é ideal para pegar o dinheiro que vai ser economizado e colocar na indispensável Reserva de Emergência.

Conforme você for vendo essa reserva aumentando, sua motivação também fica maior!! Pode ter certeza!

Até a próxima!

Você pode gostar...